GeralItabirito

Seguranças são agredidos durante briga em bar de Itabirito e um deles é esfaqueado nas costas

Na madrugada de sábado para domingo, entre os dias 13 e 14 de janeiro de 2024, uma briga entre frequentadores do Bendito Bar, no bairro Santa Efigênia, em Itabirito, resultou em dois seguranças agredidos, sendo que um deles foi esfaqueado ao tentar separar a confusão.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais afirmou ao Sou Notícia que a Brigada de Itabirito foi acionada, mas ao chegar no local, nada constatou, pois os seguranças já haviam se dirigido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Celso Matos da Silva por meios próprios.

Na UPA, os seguranças, um homem e uma mulher, relataram à Polícia Militar que durante a briga entre frequentadores, se aproximaram para intervir, momento em que o segurança homem foi esfaqueado nas costas. A segurança mulher também sofreu agressões com socos e chutes na mão e na cabeça.

De acordo com a PM, o bar possui câmeras de vigilância, mas o proprietário está fora da cidade. A PM informou ao Sou Notícia que o segurança esfaqueado, conforme a ficha médica, foi golpeado nas costas e aguardou transferência para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. Já a mulher recebeu atendimento para lesões leves.

Não há informações sobre os agressores, e diversas testemunhas expressaram preocupação com a segurança no local, destacando o temor de tragédias devido à entrada de pessoas com objetos cortantes, mesmo com controle de acesso.

Em nota encaminhada à nossa equipe de reportagem, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que “em relação aos fatos ocorridos registrados na madrugada de ontem (14/1), em uma bar situado no município de Itabirito, a Polícia Civil de Minas Gerais informa que os dois seguranças, ambos de 24 anos, foram encaminhados para atendimento médico e, até o momento, nenhum dos envolvidos compareceu à delegacia para as medidas legais cabíveis. A PCMG apura os fatos.”

O Sou Notícia tentou contato com o bar, mas a ligação telefônica caiu após o questionamento sobre a situação e não foi possível completar as chamadas nas demais tentativas.

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×