Geral

MP desmantela esquema de frigoríficos que vendiam carnes impróprias para merenda de escolas em MG

Nesta segunda-feira, 18 de março, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) deflagrou uma operação contra frigoríficos localizados na cidade de Formiga, na região Centro-Oeste do estado. A investigação apontou que esses estabelecimentos estavam envolvidos na comercialização de carnes impróprias para o consumo humano, incluindo o fornecimento para a merenda escolar de escolas municipais.

Sete mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em residências e empresas dos suspeitos, como parte da ação coordenada pelo MPMG.

Segundo informações do órgão, durante as investigações foi descoberto que os acusados mantinham um depósito para vender produtos alimentícios adulterados e/ou corrompidos. Além disso, misturavam diferentes tipos de carnes para vendê-los como produtos puros, a preços mais altos.

Os frigoríficos também foram acusados de adquirir reses doentes a preços baixos, realizando abates clandestinos e colocando a carne imprópria para consumo à venda, representando um alto risco de transmissão de doenças.

Além disso, há indícios de lavagem de dinheiro, que estão sendo investigados como parte da operação de hoje e serão aprofundados nas próximas etapas.

É especialmente alarmante o fato de que boa parte dessa carne imprópria estava sendo destinada à merenda escolar de crianças. O fornecimento para as instituições de ensino era viabilizado pelos baixos custos criminosamente obtidos pelas empresas envolvidas, que, consequentemente, tinham êxito em licitações realizadas por prefeituras mineiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×