GeralItabirito

Chacina mata quatro pessoas e deixa uma criança, uma adolescente e duas mulheres feridas em Itabirito

Dois dias de terror para o município de Itabirito (MG), tremor e chacina deixa toda população assustada.

Na última sexta-feira (07), Itabirito registrou dois tremores  um de magnitudes de 2.1 graus, e o outro de 2.7 graus na escala Ritcher. Posteriormente, a saber no sábado (08), o município voltou a sentir outros tremores desta vez em diferentes bairros da região, conforme relatos de moradores.

Entretanto, o que mais assustou a população foi uma chacina que deixou quatro pessoas mortas na noite deste sábado (08). O crime aconteceu no bairro Vila José Lopes, local conhecido como “Macacos”.

De acordo com informações, cincos pessoas deram entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), sendo elas uma criança de dois anos, com perfuração de bala no braço, uma adolescente de 14 anos, com corte na cabeça e perfuração de bala no lado direito da coxa, e com possível hemorragia, uma mulher de 20 anos, com perfuração de bala no ombro esquerdo, mama e abdominal.

Uma outra mulher também de 20 anos, que também deu entrada na unidade teve uma perfuração na cabeça. Segundo informações, seu estado é grave e foi necessário encaminhada para o Hospital João XXXIII em Belo Horizonte (MG).  A adolescente de 14 anos, também foi encaminhada para o Hospital João XXXIII.

Ainda de acordo com as informações, um bebê com cerca de um mês e meio, estava no colo de uma das vítimas (Mãe da criança) durante o ocorrido e se sujou de sangue, mas o bebê não foi atingido.

Estas informações foram obtidas através de uma entrevista com o Dr. Paulo Camilo, médico responsável pela UPA.

Relatado no Sou Notícia, pelo repórter Anderson Martins direto do Local, os criminosos chegaram em veículo Honda Fit preto, e invadiu uma residência no bairro citado e efetuaram vários disparos contra as vítimas.

Em resumo, as vítima que morreram no local foi um homem de 19 anos ‘por inicial do nome R*’, uma mulher de 41 anos ‘por inicial do nome J*’, uma menor de 16 anos ‘ por inicial do nome A*’ e um menor de 17 anos ‘ por inicial do nome R*.

O motivo do crime segue sob investigação das autoridades locais.

Veja o vídeo;

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×