GeralOuro Preto

Ouro Preto: Vale é acusada de prejudicar comunidade do Capanema ao afetar qualidade da água

A comunidade do Capanema, localizada na cidade de Ouro Preto, está enfrentando sérios problemas em relação à qualidade da água de suas nascentes, e os moradores apontam a mineradora Vale como a principal responsável por essa situação alarmante. Os impactos da mineração na mina de Capanema têm gerado preocupação e indignação entre os residentes locais.

Um morador do Capanema relatou ao Sou Notícia que a Vale, enquanto realiza suas operações na região, tem causado danos significativos às nascentes, que são a principal fonte de abastecimento de água para a comunidade. A situação se agravou nos últimos tempos, e os moradores temem pelos efeitos a longo prazo que a degradação da qualidade da água pode trazer para suas vidas.

“Estão afetando as nossas nascentes. Aqui, usamos água das nascentes. Nessa sexta-feira (27), eles levaram uns galões de água, mas não queremos isso em toda chuva que ocorrer. Temos consciência que água de nascentes realmente suja, mas desse jeito nunca tinha acontecido. Depois que a Vale começou com as obras que esses problemas começaram. Perto da nossa nascente fizeram tipo um estacionamento; uma área grande”, disse um morador da comunidade do Capanema.

A obra perto das nascentes locais é um dos principais motivos de preocupação para os moradores, pois eles acreditam que isso pode estar diretamente ligado à contaminação da água. A água é vital para suas atividades diárias e para a agricultura local, e a comunidade teme que a degradação da qualidade da água possa trazer impactos negativos para sua saúde e sustentabilidade.

O Capanema já havia enfrentado problemas relacionados à mineração no passado, mas a atual situação tem sido particularmente alarmante, levando os moradores a pedir uma ação imediata por parte da mineradora. Eles reivindicam um monitoramento rigoroso dos impactos ambientais causados pela Vale e medidas que garantam a preservação das nascentes e da qualidade da água.

Em nota, a Vale afirmou que: “após fortes chuvas na região de Ouro Preto, na noite da última quinta-feira (26/10), foi identificado aumento de turbidez no córrego Samambaia, localizado nas proximidades da Mina Capanema. As causas da ocorrência estão sendo investigadas. Independentemente da origem da causa, a Vale, em atenção às comunidades Cristal e Curral das Pedras, está prestando apoio no fornecimento de água potável. Reiteramos nosso compromisso com a segurança das comunidades e cuidado com o meio ambiente das localidades onde estamos presentes.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
×